domingo, 30 de maio de 2010

Memories.


Estava lembrando, daquelas cartas que não entreguei, das palavras que não tive coragem de dizer, das que tive que engolir pra não piorar a situação. Dos momentos de teatro, com vários sorrisos falsos, das noites sem sono, refletindo nas minhas atitudes, lágrimas que escorreram, dos momentos de êxtase, de raiva, de desespero. Daquelas tardes com os amigos, daquelas noites não dormidas, sempre em companhia de alguém que por alguns instantes me fez me sentir mais confortável, mais segura. Das tantas risadas, das piadas, dos momentos engraçados que ficam pra sempre na memória. Das festas, das noitadas, dos momentos "chapada" fazendo o que não devia. Das músicas dançadas, daquelas que tocam a gente. Das pessoas que conhecemos, mesmo aquelas que nem vemos de novo, mas que por um momento nos fizeram mais contentes. Das coisas ditas em vão, aquelas que nos arrependemos e pensamos que podíamos não ter dito. Dos sorrisos que ganhamos das pessoas, dos momentos de amiga, de palavras sinceras. Daquelas atitudes marcantes, tanta coisa. São fatos, momentos vividos e eternamente lembrados. Que fazem de mim uma pessoa mais segura, mais madura. Uma pessoa mais feliz.


A deixar claro que o texto não é meu, encontrei em uma comunidade, mas define exatamente o que venho sentido nesses últimos meses. xx

terça-feira, 25 de maio de 2010

30 desejos para se realizar antes de morrer.

1. Me casar.
2. Conhecer Canadá, Holanda, Itália e Bonito/MS
3. Ir à um show internacional.
4. Ficar muito bêbada.
5. Fazer um vídeo.
6. Aprender inglês/espanhol/italiano.
7. Desfilar em alguma escola de samba.
8. Mergulhar em Fernando de Noronha.
9. Ter um closet só para sapatos.
10. Morar em algum lugar bem frio.
11. Fazer/receber uma declaração de amor pública.
12. Tirar foto com algum famoso.
13. Fazer um cruzeiro para a Argentina.
14. Ligar para alguém às 3 da manhã para dizer um “eu te amo”
15. Ter um dia de princesa sem o Netinho.
16. Me formar em dois cursos superiores.
17. Pular de bungee jump.
18. Ler muitos livros.
19. Ir em uma final de Liga dos Campeões/Libertadores/Mundial de Clubes.
20. Ir a uma praia de nudismo.
21. Ajudar uma velhinha à atravessar a rua.
22. Ser a mais bonita em um evento.
23. Aparecer em um link ao vivo da Globo.
24. Assistir muitas séries/filmes.
25. Aprender a tocar algum instrumento.
26. Patinar no gelo.
27. Ganhar na Mega-Sena.
28. Fazer uma criança feliz.
29. Ver o planeta livre do aquecimento global.
30. Descobrir a fórmula da felicidade!


Só para eu nunca me esquecer dos meus sonhos. xx

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Telefonema.



Alô? Oi...que engraçado, não sabia que você tinha secretária eletrônica. Liguei para... bem, não sei porque liguei. Já não nos falamos desde... bem, desde o ocorrido. Nossa, meus dias têm sido muito estranhos. Saio para trabalhar, estudo, volto para casa. Sem nenhuma novidade. Sabe, ontem vi um cara sendo assaltado, outro bêbado cantarolando na praça e uma mulher carregando seis gatinhos. Fiquei com medo pelo assalto e pelos gatinhos, você sabe que eu prefiro enfrentar dragões e monstros do lago a enfrentar esses animais fofinhos e grudentos. Bem... comecei a fumar. Ok, sei que não devia, mas passar o tempo dentro desse apartamento vazio, mal cheiroso e repleto de lembranças não me deixa outra escolha. E minha família e meus amigos – nossos amigos – arrumaram afazeres melhores do que cuidar de mim. Ah...tenho uma notícia boa! Comecei a faculdade e o cursinho de inglês. Se lembra que meu sonho era me formar e fazer uma viagem ao redor do mundo? Você sempre me dizia que não era possível sair por aí sem saber o tal idioma universal. Pois é, o idioma eu estou aprendendo, só não vou realizar meu sonho, afinal não tenho dinheiro para isso, e minha companhia partiu e não voltará mais, já que tem um novo amor e filhos para cuidar. Por falar nisso, como vão eles? Um dia passei perto do colégio, e os vi atravessando a rua em direção ao transporte escolar. Que lindos! O mais velho sempre segurando a mão da irmã. Júlia é o nome dela, certo? É o nome que sempre sonhamos para nossa menina, aquela que eu não pude te dar. [ pausa longa, e alguns soluços de choro ] Desculpe deixar esse recado enorme, mas essa noite sonhei com você. Não foi bem um sonho, foi só uma lembrança... foi sobre aquele dia em que fomos ao parque e comemos frutas na beira do lago, até que começou a chover e tivemos que ir embora antes do previsto. [risos] Aquela foi a melhor tarde da minha vida. [pausa] Ah, só para saber, cortei meu cabelo. Sei que você o amava como era antes, mas estava me dando trabalho e aquela antiga vaidade saiu por essa porta logo depois de você, então o cortei até os ombros. Ops, o microondas apitou, e estou com muita fome, nem me lembro qual foi a última vez em que me alimentei, acho que é hora de desligar... Liguei só para saber como estava, para dizer que não estou vivendo bem sem você mesmo depois de todos esses anos, mas que continuo lutando todos os dias por um futuro melhor, e principalmente, para que você não se esqueça de mim. [voz baixa e trêmula ] Er...dê um oi para sua mulher e seus filhos...espero que fique bem. E não se preocupe, não te procurarei mais. Eu amo você, se cuide, por mim.


Rayanne Castro.